A quinta-feira marcou o último dia da janela de transferência de verão do futebol inglês. No total, os clubes movimentaram 1,2 bilhão de libras esterlinas (cerca de R$ 5,8 bilhões). Curiosamente, pela primeira vez nos 15 anos desse período para contratações, uma equipe não gastou nada: o Tottenham.

Apesar de não ter negociado um jogador, o Tottenham investe pesado na construção de seu novo estádio, que deve ficar pronto daqui um mês. De acordo com a imprensa inglesa o valor de sua nova casa pode chegar ao total de R$ 5 bilhões. Em relação ao elenco, o clube conseguiu manter sua principal estrela, o atacante Harry Kane, artilheiro da Copa do Mundo da Rússia.

Outra curiosidade da janela de transferências, o Fulham se tornou a primeira equipe promovida para a elite a gastar mais de 100 milhões de libras (R$ 4,8 milhões). De volta à elite após quatro anos, o clube contratou 12 jogadores no total.

Uma boa parte da quantia do valor movimentado veio da transferência entre goleiros.
O Chelsea quebrou o recorde no valor da contratação de um goleiro ao pagar 80 milhões de euros (R$ 350 milhões) pelo espanhol Kepa Arrizabalaga, do Athletic Bilbao.

O reforço veio após a saída do então titular, o belga Thibaut Courtois, que foi vendido ao Real Madrid por 35 milhões de euros (R$ 153 milhões). Do time espanhol, o Chelsea adquiriu o empréstimo do meia croata Mateo Kovacic.

As duas melhores equipes da última temporada não gastaram nada na quinta-feira. O campeão Manchester City já havia contratado o lateral Riyad Mahrez por 60 milhões de libras esterlinas (R$ 292 milhões) junto ao Leicester. O Manchester United contratou durante a Copa do Mundo o meio-campista brasileiro Fred, o zagueiro Diogo Dalot e o goleiro Lee Grant.

O Everton confirmou nesta quinta-feira a contratação do meia brasileiro Bernard, do Shakhtar Donetsk, e também fechou com a dupla do Barcelona, o zagueiro Yerry Mina e o atacante André Gomes. Durante a janela, o clube já havia contratado o atacante brasileiro Richarlison, ex-Fluminense.

O Leicester anunciou três zagueiros: Jonny Evans, Filip Benkovic e Caglar Soyuncu. No entanto, talvez o principal reforço da equipe não tenha sido uma contratação, mas a permanência do atacante Jamie Vardy, que acertou nesta quinta a extensão do acordo com o clube até 2022.

Sem espaço no Arsenal, o atacante espanhol Lucas Perez acertou o retorno para o West Ham. Outro que retornou ao clube que o revelou foi do atacante Danny Ings, que teve poucas chances no Liverpool, e foi emprestado ao Southampton.

Participe e comente