O Corinthians terá de resolver uma grave deficiência para ser campeão da Copa do Brasil: a falta de poder ofensivo. Na próxima quarta-feira, em casa, o time precisará vencer o Cruzeiro pelo menos por 1 a 0 (perdeu por 1 a 0 em Minas Gerais) para decidir depois nos pênaltis. Jair Ventura completou oito jogos à frente do time e tem insistido com um quarteto (in)ofensivo que não tem conseguido mandar a bola para a rede. Clayson não marca desde abril. Mateus Vital balançou as redes pela última vez em maio. Romero, o vice-artilheiro do grupo na temporada, com 12 gols, está sem comemorar há 18 partidas. Seu último gol foi contra a Chapecoense, em 1º de agosto. ///AE

Participe e comente