O clássico entre Santos e Corinthians, sábado, no Pacaembu, marcará o reencontro de Jair Ventura com seu antigo time. Agora à frente do clube do Parque São Jorge, o treinador iniciou a temporada na Vila Belmiro, mas não teve êxito nas competições em que comandou a equipe, sendo demitido em julho.

Capitão do Santos, o lateral-direito Victor Ferraz negou que enfrentar Jair, no compromisso válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, dê uma motivação maior a ele e a seus companheiros. O defensor lamentou que o treinador não tenha conseguido bons resultados à frente do clube e assegurou que será um prazer reencontrá-lo.

"Não. O clássico Santos x Corinthians já tem muito sabor. O Jair é um cara que todos adoram, gente finíssima e tentou fazer seu trabalho da melhor maneira. Não foi possível que fosse aquilo que ele imaginou. Não tem um outro sabor, não. Vai ser legal dar um abraço. Vou desejar boa sorte, mas não neste jogo", disse, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Jair Ventura assumiu o comando do Santos nos primeiros dias de 2018. Quando ele foi demitido, o time acumulava uma eliminação nas semifinais do Campeonato Paulista, estava classificado às quartas de final da Copa do Brasil e às oitavas da Libertadores, mas ocupava o 15º lugar no Brasileirão, próximo da zona de rebaixamento.

De lá para cá, o Santos pouco mudou seu elenco, caiu na Copa do Brasil e na Libertadores, mas se recuperou na Série A, tanto que está na sétima posição. Na avaliação de Victor Ferraz, Jair leva vantagem no clássico por conhecer o grupo do Santos, mas prometeu que o time vai tentar surpreendê-lo. "Acho que ele tem a vantagem, mas sabemos como o time dele atua, como o ponto fraco e o ponto forte no esquema dele. Ele pode ter a vantagem de conhecer as nossas características, pois dava os treinamentos mas temos treinado muito nessa semana para surpreender o Jair", acrescentou.


CAPITÃO. Lateral-direito Victor Ferraz descarta motivação extra por jogar contra ex-técnico. — NEWTON MENEZES/ESTADÃO CONTEÚDO

Participe e comente