O Chelsea fez sua parte nesta quinta-feira e garantiu vaga na próxima fase da Liga Europa com duas rodadas de antecedência. Mesmo na Bielo-Rússia e com uma equipe repleta de reservas, os comandados de Maurizio Sarri confirmaram o favoritismo diante do BATE Borisov por 1 a 0, confirmando a classificação.

O resultado levou o Chelsea a 12 pontos no Grupo L, já com seis de vantagem do Vidi, que recebeu o PAOK na Hungria e também venceu por 1 a 0. Os gregos, aliás, têm três pontos, assim como o BATE Borisov. Um empate na próxima rodada, contra o PAOK, dia 29, em casa, também garante ao Chelsea a primeira colocação da chave.

Foi a 18.ª partida seguida sem derrota do time inglês, que entrou em campo sem nomes como David Luiz, Kanté, Morata, entre outros. Em um primeiro tempo morno, quem chegou mais perto de abrir o placar foi o BATE Borisov, que acertou a trave do goleiro Kepa Arrizabalaga.

Mas logo no início da etapa final, o Chelsea selou o triunfo. Aos seis minutos, o brasileiro naturalizado italiano Emerson Palmieri cruzou da esquerda e Giroud cabeceou para marcar seu primeiro gol pelo clube na temporada. O BATE Borisov, então, foi para o ataque e voltou a acertar a trave em mais duas oportunidades, sendo uma no último lance da partida, mas ficou nisso.

No Grupo K, a situação também está perto de ficar definida. Astana e Dínamo de Kiev fizeram sua parte, venceram e encaminharam a classificação. O time casaque passou pelo Jablonec por 2 a 1, em casa, enquanto os ucranianos receberam o Rennes e fizeram 3 a 1. Com estes resultados, Dínamo e Astana têm oito pontos, enquanto o Rennes tem três e o Jablonec, dois.

Por outro lado, o Grupo G está completamente embolado após a emocionante vitória do Spartak Moscou sobre o Rangers, na Rússia, por 4 a 3, com gol do brasileiro Luiz Adriano, e o empate por 0 a 0 entre Rapid Viena e Villarreal, na Áustria. Os resultados deixaram o Villarreal na ponta, com seis pontos, seguido pelo Spartak e o Rangers, com cinco, além do Rapid Viena, com quatro.

Participe e comente