O reparo da aeronave da Gol Linhas Aéreas, que precisou retornar ao aeroporto de Maringá na manhã de terça-feira (8) após apresentar um problema técnico na turbina esquerda, vai demorar pelo menos 24 horas a mais do que o previsto, segundo informou a própria companhia. O avião levava 162 passageiros para Guarulhos, em São Paulo.

O atraso se deve a um incidente envolvendo o caminhão que fazia o transporte do motor para a manutenção do avião. Na manhã desta quarta-feira (9), após deixar o Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, com destino a Maringá, a carreta tombou na Rodovia Fernão Dias, em São Sebastião da Bela Vista, em Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista contou que perdeu o controle da direção ao ser fechado por um outro veículo. A carreta tombou às margens da rodovia. O motorista saiu ileso.

Em nota, a Gol informou que, em virtude do incidente, o reparo da aeronave atrasará 24 horas em relação ao cronograma inicial. Ainda segundo a companhia, a turbina que estava no veículo será encaminhada para avaliação e reparo conforme recomendação da fabricante. Uma nova peça já está a caminho de Maringá para a realização da manutenção da aeronave.

A empresa garantiu ainda que os passageiros do aeroporto de Maringá não serão afetados e que sua operação na cidade segue normalmente

Divulgação/PRF-MG
Caminhão tombou na Rodovia Fernão Dias após supostamente ter sido fechado por outro veículo

Participe e comente