Uma aeronave da Gol Linhas Aéreas, que fazia a rota Maringá a Guarulho, em São Paulo, precisou retornar ao Aeroporto Regional Silvio Name Junior no início da manhã desta terça-feira (8), depois de apresentar um problema técnico.

O voo G3 1231 partiu de Maringá às 6h30 levando 162 passageiros. Minutos após a decolagem, alguns deles disseram ter ouvido um estouro e visto uma 'língua' de fogo passando pela janela.

Em seguida, o piloto informou sobre o problema em uma das turbinas, que desestabilizou a aeronave, e anunciou o retorno ao aeroporto de origem. Até o pouso, foram mais 15 minutos de muita tensão e angústia para os passageiros.

Em nota, a companhia aérea informou que a aeronave apresentou uma "limitação técnica na turbina esquerda" e o piloto optou por retornar ao aeroporto de Maringá por segurança. Ainda de acordo com a Gol, em nenhum momento houve risco aos passageiros.

Depois do susto, os passageiros do voo G3 1231 seguiram para a capital paulista em outros voos. A aeronave foi levada para manutenção.

Ouça a conversa na íntegra:

Confira a nota na íntegra:

Na manhã de hoje, a aeronave que fazia o voo G3 1231 (Maringá - São Paulo) apresentou uma limitação técnica na turbina esquerda após a decolagem e, por questões de segurança, a aeronave retornou ao aeroporto de origem.

A GOL esclarece que preza pelos mais altos padrões de segurança, principal valor de sua política de gestão e, reitera que, em nenhum momento, houve risco aos passageiros.

Os 162 clientes foram desembarcados normalmente e todos já foram reacomodados em outros voos da companhia. A GOL informa também que a aeronave foi encaminhada para manutenção.

Edu Corrêa
Depois do susto, aeronave foi levada para manutenção

Participe e comente