Frente às campanhas das fábricas de brinquedos na mídia, uma opção mais barata para presentear no Dia das Crianças são os brinquedos reformados. Em Maringá, uma loja especializada em conserto de brinquedos tem na data seu segundo melhor período de movimento no ano, perdendo somente para o Natal.

O proprietário Cláudio dos Santos, 48 anos, revela que o fluxo de clientes aumenta aproximadamente 80% em relação aos dias normais. “O maior volume aqui é de reformas e não tanto de venda dos brinquedos que temos na loja”, comenta, referindo-se aos brinquedos danificados, que estavam encostados em casa há tempo, levados para o conserto.

Há casos que o custo (reparo) chega a ser 60% mais barato, se for um brinquedo da mesma época em relação ao novo. Já para reformar os brinquedos mais antigos, geralmente fica até mais caro que um novo. Além do conserto, a loja também tem produtos retrôs que remetem à infância dos adultos. “O pai vem aqui, vê um brinquedo antigo e o olho chegar a sair lágrima porque ele lembra de quando era criança”, cita Santos.

Entre os produtos estão: videogame Atari que vem com dois controles e um jogo e custa R$ 780; o brinquedo Genius por R$ 195; o jogo Genesis que custa R$ 185; a boneca Meu Bebê, da Estrela, por R$ 99; além de carrinhos, casinhas e outros. A loja tem variedade desde carrinho por R$ 49 até carro de controle remoto por R$ 580. Mas também recebe brinquedos atuais. Como o overboard, o skate elétrico.

Campanha

Se por um lado tem quem procura brinquedo barato, por outro tem quem não tem condições de ganhar, mas nem por isso fica sem presente no Dia das Crianças.  A Campanha Dia das Crianças da Vila chega à segunda edição esse ano. A ideia surgiu num grupo de amigos skatistas e do hip hop para arrecadar brinquedos – até os danificados. A ideia é doá-los para crianças carentes. No ano passado foram arrecadadas aproximadamente 700 unidades e entregues em bairros de Maringá, Sarandi e Paiçandu.

“É um projeto de amigos e parceiros para ajudar quem precisa”, diz Adriano Bacurau, um dos voluntários do grupo.  O projeto tem o slogan “faça sua parte, doe um brinquedo” e levar alegria às crianças, bem como emoção a quem entrega.

“Você tem que segurar o choro porque é emocionante ver a alegria das crianças”, lembra Bacurau, completando que também será entregue refrigerantes e sorvetes. A arrecadação dos brinquedos começou em 5 de setembro e vai até 12 de outubro. Os pontos de entrega são na Sala da Juventude, na sala 401 do edifício Atalaia, na rua Joubert de Carvalho, centro; e na Retta Skate Shop, Avenida Herval, 400.

A entrega dos brinquedos para as crianças está prevista para amanhã (12) à tarde. Um outro projeto que já aconteceu em Maringá foi o Toy Restore, da Uningá. Alunos dos cursos de Engenharia Mecânica e Elétrica arrecadaram no ano passado mais de 500 brinquedos, consertaram usando seus aprendizados de sala de aula e doaram para a comunidade. O projeto não teve continuidade esse ano.

LOJA. Cláudio dos Santos: pais lembram dos brinquedos da infância. - ANDYE IORE

 

CAMPANHA. Grupo de amigos faz ação social e doam brinquedos. DIVULGAÇÃO

Participe e comente