A Câmara Municipal de Maringá aprovou ontem (11), em discussão única - por 13 votos - projeto da Mesa Executivo dispondo sobre a abertura de "Crédito Adicional Suplementar no Orçamento" no valor de R$ 500 mil - sendo R$ 430 mil para renovar os móveis da Câmara e R$ 70 mil para vale-alimentação dos servidores. Trata-se do projeto de resolução Nº 877/2018.

Os recursos destinados à cobertura do crédito adicional suplementar previsto pelo projeto decorrerão da anulação parcial das dotações orçamentárias da reforma do prédio da Câmara e de manutenção das atividades. Ou seja, "sobrou" R$ 350 mil do orçamento das obras do prédio e R$ 150 mil de publicidade, que agora serão utilizados para outros fins.

"Com esse dinheiro, nós vamos renovar todos os móveis da Câmara, que estão lá desde que inaugurou a Casa, em 1994. Os móveis do gabinete e de toda a parte administrativa estão muito ruins. Para isso, estamos suplementando, transferindo, ou seja, tirando dinheiro que sobrou de outras partes, como da reforma e verba da publicidade. O projeto é para transferir essa verba e depois fazer a licitação dos móveis. Não é 'dinheiro novo', e também não quer dizer que vamos gastar todo esse valor", explica o presidente da Câmara, Mário Hossokawa (PP). "Parte, também será destinada ao vale-alimentação dos servidores. O dinheiro que estava no orçamento não foi suficiente, por isso a suplementação", ressalta o vereador. O Crédito Adicional Suplementar no Orçamento - Programa de 2018 - é objeto da Lei Municipal n. 10.547/2017.

Participe e comente