O movimento nas rodovias da região de Maringá deve aumentar cerca de 20% com relação aos dias comuns, em virtude do feriado estendido de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil – data em que também é comemorado o Dia das Crianças. Por conta disso, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), assim como a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a concessionária Rodovias Integradas do Paraná (Viapar) dão início hoje, 11, às 14h, à Operação Padroeira. A estimativa do Centro de Controle e Operações (CCO) é que a BR-376, sentido Maringá a Nova Londrina, deve receber o maior número de veículos, já que é a rota para as prainhas do Rio Paraná, dentre elas a de Porto Rico, uma das mais conhecidas.

A projeção é que o fluxo aumente a partir das 16 horas desta quinta-feira, sendo maior também na manhã de sexta-feira, 12, e no domingo, 14, quando as pessoas retornam de viagem. "Como a concessionária está realizando obras em vários segmentos, é importante respeitar os limites de velocidade e ter mais atenção à sinalização, principalmente nos pontos de mudança de pista dupla para simples", alerta o supervisor do CCO, Ronaldo Parpinelli. "Durante o feriadão todas as equipes de socorro estarão a postos à disposição dos usuários", acrescenta.

De acordo com o tenente Raffael Cruz, da 4ª Companhia da PRE de Maringá, os trabalhos seguem até meia-noite de domingo, e contarão com reforço do efetivo nas pistas, com todos os equipamentos disponíveis, como etilômetros, radares móveis, binóculos, entre outros. "O objetivo é coibir a criminalidade, reduzir o índice de infrações e de acidentes nas vias da região", comenta.

Na operação do ano passado, o número de acidentes subiu 68,18%, passando de 22 em 2016 para 37, em 2017. Também dobrou o número de feridos, chegando a 38, assim como as mortes no trânsito: de um caso para 3. Segundo o tenente Cruz, na ocasião, os óbitos foram decorrentes de acidentes em Pérola, Cruzeiro do Oeste e Cianorte.

PRF

Já nas rodovias federais, a PRF lança a operação à zero hora desta quinta-feira. No feriado do ano passado, em cinco dias de operação, 8 pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais do Estado. Outras 126 ficaram feridas. A PRF atendeu 163 acidentes. Conforme portaria emitida pela PRF, caminhões bitrens com dimensões excedentes e caminhões cegonhas estão proibidos de circular em rodovias federais de pista simples no horário das 16h às 22h, tanto na quinta-feira quanto no domingo. A restrição também vale para a manhã de sábado, das 6 horas ao meio dia.


OPERAÇÃO. Trabalho é intensificado nas rodovias federais e estaduais. — JOÃO PAULO SANTOS

Participe e comente