A Polícia Rodoviária Federal estima que o fluxo de veículos nas rodovias paranaenses, durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, dia 12, sexta-feira,  será pelo menos 20% superior à média registrada em dias comuns. Essa também é a projeção do Centro de Controle e Operações (CCO) da concessionária Viapar para o movimento nas estradas da região noroeste. A BR-376, sentido Maringá - Nova Londrina, deve receber o maior número de veículos, já que é rota para as prainhas do Rio Paraná, dentre elas a de Porto Rico.

A partir da zero hora desta quinta-feira, 11, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) dá início à Operação Nossa Senhora Aparecida em todo o país. Serão quatro dias de duração, até o final de domingo, 14, com reforço de policiais rodoviários federais nas estradas.

No foco da fiscalização estão o combate à embriaguez ao volante, o controle de velocidade com radares portáteis e a fiscalização de ultrapassagens proibidas. O transporte de crianças e a abordagem de motociclistas são outras prioridades. A operação terá ainda ações de educação para o trânsito.

"Espera-se que aqueles que eventualmente forem viajar, que seja de forma responsável, sem ingestão de bebidas alcoólicas, dentro dos limites para a via, com atenção, e acima de tudo, com responsabilidade e respeito à vida", disse o inspetor Pedro Farias, da PRF.

No feriado do ano passado, em cinco dias de operação, oito pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais do estado. Outras 126 ficaram feridas. A PRF atendeu 163 acidentes.

Fluxo

Segundo a Viapar, a projeção é que o fluxo de veículos aumente a partir das 16 horas de quinta-feira, 11, sendo maior também na manhã de sexta-feira, 12, e no domingo, 14, quando as pessoas retornam de viagem.

“Durante o feriadão todas as equipes de socorro estarão a postos à disposição dos usuários”, afirmou o supervisor do CCO, Ronaldo Parpinelli.

Restrição

Para garantir a segurança e a fluidez do trânsito, a PRF proibiu as obras em rodovias durante o feriado, à exceção daquelas emergenciais ou que não possam ser interrompidas. Além disso, proibiu a circulação de caminhões bitrens com dimensões excedentes e caminhões cegonhas em rodovias federais de pista simples no horário das 16 às 22 horas, tanto nesta quinta-feira quanto no domingo. A restrição também vale para a manhã de sábado, só que das 6 horas ao meio dia.

Revisão

Antes de pegar a estrada também é importante que os motoristas revisem a parte os veículos, o sistema de ventilação, suspensão, além é claro de mantê-los abastecidos. Como existe a possibilidade de chover também deve-se verificar o estado das palhetas e dos pneus. “Se estiver chovendo forte o recomendável mesmo é parar em um locar seguro e esperar passar”, disse Parpinelli, lembrando que a Viapar oferece sete unidades do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), locais com sala de descanso climatizada, banheiros, fraldário, água gelada e internet.

A PRF ainda reforça as orientações para reduzir os riscos de acidentes: respeitar os limites de velocidade, manter distância de segurança em relação aos demais veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança e não desviar a atenção do trânsito.

Também é fundamental planejar a viagem, buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico. Dirigir cansado ou com sono aumenta o risco de o motorista cometer erros. A cada três ou quatro horas de viagem, é recomendável uma pausa para descanso ou revezar a direção do veículo.

Eventuais paradas no acostamento devem ser feitas apenas em caso de emergência, com pisca-alerta ligado e triângulo a pelo menos 30 metros do veículo. O uso do cinto de segurança e da cadeirinha para crianças é imprescindível –esses equipamentos podem fazer a diferença em caso de acidente.

 

PRF REFORÇARÁ EFETIVO. A BR-376 no sentido Maringá - Nova Londrina deve receber o maior número de veículos, conforme a Viapar. - DIVULGAÇÃO/ PRF

Participe e comente