Exatos R$ 0,48 centavos. Essa é a diferença de preço do litro da gasolina comum mais barata (R$ 4,51) e mais cara (R$ 4,99), variação de 10,64%, encontradas em postos da cidade, conforme pesquisa de preços de combustíveis divulgada pelo Procon na tarde desta quinta-feira, 11. Foi o produto, entre os cinco pesquisados, com a menor variação de preço.

Comparado ao levantamento anterior do Procon, feito nos dias 4 e 5 de setembro, a gasolina sofreu um aumento de 5% no preço, considerando o menor valor encontrado, que foi de R$ 4,29. O preço do litro mais caro foi de R$ 4,79 - R$ 0,20 a menos do que na atual pesquisa.

Os fiscais do Procon percorreram 73 postos da cidade entre terça-feira, dia 9, e hoje, 11, levantando os valores praticados na venda do litro da gasolina comum, da gasolina aditivada, do etanol comum, do diesel comum e do diesel S10 e/ou aditivado.

A maior variação foi encontrada no litro do diesel S10 e/ou aditivado, 14,75%, vendido entre R$ 3,39 e R$ 3,89, diferença de R$ 0,50. Só para se ter uma ideia do custo final no bolso do consumidor, o motorista que abastecer o veículo, levando-se em conta um tanque de 80 litros, gastaria R$ 311,20 no posto que pratica o maior preço de venda. Já na outra ponta, no estabelecimento com menor preço, os mesmos 80 litros custariam R$ 271,20, diferença de R$ 40 - o equivalente a quase 12 litros do diesel mais barato.

Os valores pouco oscilaram ante o levantamento anterior, quando custava entre R$ 3,35 e R$ 3,84.

No caso do diesel comum a variação foi menor, 13,13%, com litro variando de R$ 3,35 a R$ 3,79 - diferença de R$ 0,44. Nos dias 4 e 5 de setembro, fiscais do Procon encontraram o mesmo combustível sendo vendido por R$ 3,27 até R$ 3,79.

Já o etanol comum variou 13,06% entre os postos, com litro sendo vendido a R$ 2,91 a R$ 3,29 - diferença de R$ 0,38. Comparado ao levantamento anterior, houve uma variação de 12,35% entre os valores mínimos encontrados, já que o menor preço na pequisa de setembro foi de R$ 2,59 - e o maior, R$ 2,99.

Segundo o Procon, os preços estão sujeitos a alterações diárias. Confira o resultado completo do novo levantamento aqui.

Participe e comente