Uma mãe está sendo acusada de abandono de incapaz, em denúncia feita pelo Conselho Tutelar que levará o caso à Vara de Infância. Ela teria abandonado a filha de 4 anos em Centro Municipal de Educação Infantil, em Maringá, na tarde de terça-feira, 6.

Segundo o conselheiro Carlos Bonfim, a mãe informou à diretora que não buscaria a filha, sob a alegação de que não tem condições de criá-la. Sugeriu que a escola contatasse a sua mãe. "A avó da criança disse que não pode ficar com a menina, pois mora de favor, mas que iria entregar a criança para uma madrinha", afirmou Carlos Bonfim.

O conselheiro foi até a residência da mãe da menina, mas foi recebido com rispidez. "Tentei conversar com a mãe, mas nos tratou mal, disse que está com um outro companheiro e não poderia ficar com ela. A criança está com a avó e estamos tentando falar com a madrinha. Já registramos boletim por abandono de incapaz e levaremos o caso à Vara da Infância."

O nome da mãe não foi divulgado pelo Conselho Tutelar. Abandono de incapaz é crime passível de pena de seis meses a três anos de detenção.

Avó não temc ondiçções de permanecer com a criança mora de favor – irias entregar a criança com uma madrinha vai informar vara da infçãncia – crime de abandono de incapaz – tentar conversar com a mãe foi bem rpíspida tratou a gente mal está com outro companheiro – tô tentando falar com a madrinha

Participe e comente