A Câmara de Vereadores de Maringá realizará duas sessões extraordinárias nesta semana para dar conta de votar os projetos antes do recesso parlamentar. Na manhã de hoje (13) acontece a última sessão ordinária. Em seguida o presidente Mário Hossokawa (PP) convoca uma extraordinária. E outra amanhã (14) de manhã. "Será para a votação de projetos indispensáveis à administração municipal em 2019", divulga a assessoria do Legislativo.

O trabalho será retomado no dia 5 de fevereiro de 2019. Nesse período, a Câmara poderá atender pedido do prefeito Ulisses Maia para votar projetos em caráter extraordinário.

Hoje as atenções estarão voltadas para o Orçamento Municipal de 2019. Há expectativa de debates entre os vereadores. O valor estimado é de R$ 1.711.674.593,00. Foram apresentadas 17 emendas, das quais 12 receberam parecer contrário das comissões permanentes do Legislativo.

A Saúde deve receber R$ 515.932.298,00 09 e a Educação em torno de R$ 312.193.431,00. Também serão votados financiamento da prefeitura junto ao Banco do Brasil para obras em centros esportivos e a pista de caminhada no Parque do Ingá, entre outros. A Câmara analisa ainda, em segunda discussão, o projeto que reajusta o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em 4,53% para 2019.

Participe e comente