A Polícia Rodoviária Federal (PRF) lança à zero hora desta sexta-feira a Operação Carnaval 2018 em todo o País.

Entre os focos das ações de fiscalização da PRF estão o combate à embriaguez ao volante, o controle de velocidade através de radares portáteis, a fiscalização de ultrapassagens indevida e uma atenção especial ao uso do cinto de segurança.

Com seis dias de duração, a Operação Carnaval termina às 23h59 de quarta-feira. Entre as principais causas dos acidentes com mortes no Carnaval de 2017 no Paraná, estão as ultrapassagens indevidas, desobediência à sinalização, sono e desatenção.

Os comandos de velocidade e ultrapassagens, serão em locais previamente mapeados e que se mostraram vulneráveis a acidentes provocados por este tipo de conduta.

O valor da multa por ultrapassagem forçada, (aquela em que o veículo está em eminência de colidir frontalmente com outro veículo que segue no sentido oposto), teve seu valor reajustado para R$ 2.934,70, mesmo valor de quem é flagrado dirigindo sob influência de álcool, e quem dirige com velocidade superior à máxima maior que 50% da velocidade permitida, perde o direito de dirigir por até um ano.

Oito das 20 mortes registradas no feriado passado ocorreram em colisões frontais; 13 aconteceram à noite ou de madrugada.

Com exceção de uma, todas foram registradas com pista seca e em pelo menos três dos acidentes houve vítimas que foram ejetadas de seus veículos, o que indica que elas provavelmente não usavam cinto de segurança. Ainda foram registrados 192 acidentes e 196 pessoas feridas em todo Paraná.

No Carnaval de 2017, os agentes da PRF multaram 173 motoristas dirigindo sob efeito de álcool no Estado, o equivalente a um flagrante a cada 50 minutos.

Outros 845 motoristas foram autuados por efetuar manobras de ultrapassagem forçada ou em locais proibidos pela sinalização. E 14,5 mil tiveram imagens das placas de seus veículos capturadas por radares portáteis da PRF por transitar em velocidade superior à máxima permitida.

A PRF autuou ainda 106 motoristas por transportar crianças sem o uso de cadeirinha, bebê-conforto ou assento de elevação.

A Polícia Rodoviária Federal fará ao longo do Carnaval deste ano uma série de ações de educação para o trânsito em todas as regiões do Paraná.

Durante todo o feriado, agentes presentes nas Unidades Operacionais da PRF de todo o Estado realizarão abordagens a passageiros e motoristas, com breves palestras acerca da importância do uso do cinto de segurança.

Em caso de acidente, o cinto de segurança, quando utilizado, evita que o passageiro seja arremessado contra partes internas de veículos, contra outros ocupantes ou mesmo para fora do veículo.

Uma pesquisa realizada em 2005 pelo programa SOS Estradas apontou que apenas 2% dos passageiros de ônibus de viagem disseram usar o dispositivo.


PRECAUÇÃO. Agentes da PRF estarão em pontos estratégicos visando coibir abusos e orientando motoristas no período carnavalesco. —JOÃO PAULO SANTOS

Participe e comente