Em sua primeira reunião extraordinária de 2018, realizada na última terça-feira (7/8), o Conselho de Administração da Estrada de Ferro Paraná Oeste S.A (Ferroeste) elegeu e empossou o economista Ricardo Soares Martins como novo diretor-presidente. O cargo era ocupado interinamente pelo diretor de produção, Rodrigo César de Oliveira, desde 18 de abril. Ele permanece na função e Carlos Roberto Fabro segue como diretor administrativo-financeiro.

Segundo Martins, o principal foco da gestão são os estudos da nova ferrovia de mil quilômetros, ligando Dourados (MS) ao Litoral do Paraná, que estão em andamento e devem terminar no final do ano. "É um projeto de Estado que vai colocar o Paraná em outro patamar", avalia. "Falta de investidor não vai ter. O pessoal já está de olho na concessão de 60 anos", comenta.

O novo diretor-presidente da Ferroeste ressalta que, no Brasil, o maior custo para as empresas ainda é o do transporte rodoviário. "Se a gente mostrar para o empresário que ele pode reduzir muito o custo dele com uma saída pelo mar barata, ele vai ganhar mais", afirma, referindo-se ao potencial do novo ramal ferroviário.

Participe e comente