Depois de serem encaminhados ao Complexo Médico Penal, em Pinhais, o ex-governador do Paraná, Beto Richa, e sua esposa, Fernanda Richa, foram transferidos, ainda na terça-feira, 11, por volta das 22 horas, para o Regimento da Polícia Montada, no Tarumã, em Curitiba.

A decisão foi do desembargador Laertes Ferreira Gomes, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), que não mencionou o motivo da transferência e nem apreciou os pedidos de habeas corpus impetrados pela defesa. Ele também pediu ao juiz Fernando Fischer, da 13ª Vara Criminal de Curitiba, "informações detalhadas" sobre a situação processual do casal.

 

 

Participe e comente