Os eleitores do Paraná que não foram às urnas neste domingo, 7, têm 60 dias para justificarem a ausência, mas não precisarão mais se deslocar até um cartório eleitoral. A justificativa pode ser feita pela internet, através do Sistema Justifica. Basta entrar no site, clicar em eleitor/ serviços ao eleitor, Justificativa pós-eleição e Sistema Justiça.

Encaminhada a justificativa, o sistema vai gerar um número de protocolo para consulta e informações pelo e-mail cadastrado. O cartório eleitoral encaminhará a justificativa ao juiz eleitoral, que pode deferir ou indeferir o pedido.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), 19,66% dos eleitores aptos a votar, o equivalente a 1.351.508 pessoas, não votaram, ontem, no Estado.

Vale lembrar que a justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu por estar fora de seu domicílio eleitoral.

Quem não justificar?

Enquanto não regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral, o eleitor não poderá:

- Obter passaporte ou carteira de identidade;

- Receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou para estatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

- Participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;

- Obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

- Inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;

- Renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

- Praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;

- Obter certidão de quitação eleitoral;

- Obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

(Com informações do TSE)

Participe e comente