Suzane von Richthofen deixou nesta quinta-feira (9) o presídio Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé (SP), onde cumpre 39 anos de prisão por assassinar os pais, beneficiada pela saída temporária do Dia dos Pais. Ela deve passar o final de semana na casa do namorado, que a esperava do lado de fora. Seu retorno à prisão está programado para segunda-feira (13).

Essa não é a primeira vez que Suzane usufrui do benefício. A primeira vez que saiu temporariamente da prisão foi na Páscoa de 2016. Desde lá, foi beneficiada no Natal, no Dia das Mães, inclusive neste e em outros anos, o que sempre causa um furor na internet.

A saída temporária é um benefício previsto aos presos do regime semiaberto que tem bom comportamento e ocorre em seis ocasiões, incluindo Dia das Crianças e Ano Novo.

Condenada em 2006, Suzane obteve a progressão para o regime semiaberto em 2015 e tenta na Justiça cumprir o restante da pena em regime aberto.

Suzane é protagonista de um dos crimes mais chocantes do País. Ela tramou a morte dos pais, Manfred e Marísia von Richtofen, assassinados pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, em 31 de outubro de 2002. Daniel, na época namorado de Suzane, e Cristian também foram condenados pelos crimes. Suzane ficou na biblioteca da casa, enquanto os irmãos Cravinhos executavam os seus pais.

(Foto: Reprodução TV Vanguarda)

Participe e comente