O Ministério Público do Paraná (MPPR) ofereceu, nesta segunda-feira, 8, denúncia criminal contra Leonardo Lucas Ferreira, 25, por feminicídio e também posse ilegal de arma de fogo e por ter alterado o local do crime. Ele é acusado de ter matado Elaine de Oliveira Bovo, 29, com quem mantinha união estável, com um tiro na cabeça no dia 2 de setembro, em Floresta.

No dia do crime, Leonardo ligou para a Polícia Militar, informando que sua mulher tinha cometido suicídio, mas que não aguardaria a chegada dos policiais, porque não acreditariam em sua versão.

Quando chegaram ao imóvel onde o casal morava, os policiais encontraram a casa fechada. Eles arrombaram a porta e foram até o quarto, onde encontraram Elaine caída no chão, agonizando. Havia uma arma ao seu lado. Ela foi encaminhada em estado grave ao Hospital Universitário. Passou por cirurgia, mas não resistiu e faleceu.

A 19ª Promotoria de Justiça de Maringá sustenta que o acusado alterou a cena do crime, posicionando a arma na mão direita da vítima.

Parentes ouvidos pela Polícia Civil no decorrer do inquérito informaram que Elaine já havia sofrido violência doméstica.

Dois dias depois, o suspeito se apresentou à delegacia da Polícia Civil e foi preso, por força de prisão temporária. O inquérito policial concluiu que a mulher não cometeu suicídio, mas foi vítima de feminicídio.

leonardo

PRESO. Leonardo se apresentou dois dias depois da morte da companheira. - ANDRÉ ALMENARA

Participe e comente