Uma equipe do Pelotão de Choque da Polícia Militar de Maringá prendeu, no final da tarde de quarta-feira, 10, um homem suspeito de participação no homicídio de Luiz Felipe Monteiro Pontes, de 23 anos, vulgo "Fefe", que foi alvejado com dois tiros, na noite do dia 24 de setembro - três dias depois de ter saído da Casa de Custódia de Maringá - ocorrido no Conjunto Campos Elíseos.

A abordagem aconteceu no Jardim Rebouças e Leonardo Vinicius Solto da Silva, de 25 anos, saltou do carro e ainda tentou fugir a pé. No veículo foi encontrado um tablete de maconha contendo aproximadamente 400 gramas.

Em diligência à sua residência, policiais também encontraram duas armas de fogo, sendo uma pistola calibre 380 e uma 9mm, 72 munições de calibre 9mm, 6 munições de calibre 38, um capuz e um colete balístico. Leonardo disse aos policiais que todo material apreendido é de um amigo, que pediu para escondê-lo em sua residência.

Leonardo Vinicius ainda é suspeito de participação em tentativa de homicídio contra Felipe Marcelo Saraiva, de 21 anos, que foi baleado e sobreviveu. O atentado aconteceu no dia 11 de setembro no Conjunto Guaiapó, em Maringá.

A polícia também investiga se o detido está envolvido na ocorrência do dia 3 de outubro, quando um Ford Fiesta foi atingido por vários tiros na Rua Rio Xingu, no Jardim Campos Elíseos. De acordo com a PM, o veículo foi cercado por um Fiat Sena prata e um dos ocupantes sacou a arma e efetuou diversos disparos contra o Fiesta.

O condutor do carro alvejado perdeu o controle da direção e bateu contra uma lixeira. O motorista e um passageiro abandonaram o carro, onde foi encontrado um colete balístico. Havia queixa de furto contra o veículo.

 

(Colaborou André Almenara)

Participe e comente