Policiais militares e civis localizaram um corpo carbonizado no porta-malas de um carro Chevrolet Prisma incendiado, em uma estrada na zona rural de Paiçandu, na tarde desta quinta-feira, 8. A suspeita é de que o corpo seja de Fulgêncio Sanches, 39, funcionário da Prefeitura de Mandaguaçu que estava desaparecido desde ontem, 7.

O servidor público, que trabalha há muitos anos na delegacia de Mandaguaçu, disse à mãe, que viria a Maringá para assistir a missa na Paróquia Santa Maria Goretti, na tarde de ontem. Desde então não foi visto. No local, a polícia ainda encontrou um facão e um martelo.

Pelo estado do corpo será necessário uma necropsia para confirmar a identidade da vítima, mas o carro incendiado pertencia ao servidor. A Polícia Civil investiga o caso.

Fulgêncio é bem conhecido na cidade. Devoto de Nossa Senhora da Aparecida e de Santo Expedito, chegou a pensar em ser padre, mas gosta mesmo é de apreciar as imagens sacras. Foi inclusive personagem de matéria do jornal O Diário, em 2007. Confira aqui.

 

(Colaborou André Almenara)

Participe e comente