Os estudantes, professores e frequentadores da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) vão descobrir que  agência bancária não precisa ser sinônimo de fila e burocracia. A agência do Santander na instituição ganhou um espaço para encontros, reuniões e realização de trabalhos de maneira confortável e informal, com mesas e acesso à internet. A iniciativa nasceu de uma parceria com o Santander Universidades, que investiu na reestruturação do espaço de sua agência, para transformá-la num novo ambiente, com espaço de coworking – conceito que ressignifica uma agência tradicional.

Um levantamento da consultoria especializada em imóveis Colliers mostra que, nos últimos 30 meses, a área locada para espaços de trabalho compartilhados cresceu 342% no Rio de Janeiro.

O presidente do Banco, Sérgio Rial, participa do evento ao lado do reitor da PUC-Rio, Padre Josafá Carlos de Siqueira. Para o executivo, o Santander segue com o firme propósito de prestar o melhor atendimento em todos os canais de atendimento, inclusive o físico: o desafio é proporcionar a melhor experiência possível ao cliente. “O espaço de coworking, na universidade, nos permite oferecer um atendimento especializado e focado no que realmente interessa ao público acadêmico. Para nós, a agência do futuro ficará mais próxima do conceito de loja, ou espaço de relacionamento. Estamos materializando esse conceito”, afirma Rial.

O reitor da PUC-Rio, Padre Josafá Carlos de Siqueira, diz ter “a esperança de que o espaço possa ser também um lugar de encontro e compartilhamento de ideias inovadoras, que contribuam para uma maior integração entre universidade e empresa”.

O investimento é o mais recente de uma longa parceria. “Já são mais de 20 anos de cooperação entre o Santander e a PUC-Rio. Uma sinergia que já resultou em mais de mil bolsas de estudo ofertadas aos alunos, bem como mais de R$ 300 mil investidos em projetos acadêmicos”, lembra o líder do braço educacional do Banco, o Santander Universidades, Steven Assis. “Nossa missão é contribuir para a educação porque acreditamos que isso impacta de forma profunda e relevante a sociedade. Foram iniciativas focadas no ensino superior que nos levaram a ser eleitos pela Fortune como uma das empresas que estão transformando o mundo no ranking Change the World 2018.”

Com o novo conceito, os universitários estarão mais próximos das ofertas não-financeiras do Banco, como bolsas de estudo, emprego e empreendedorismo. Bem como das ofertas financeiras com benefícios exclusivos para este público. A ideia do coworking é proporcionar um ambiente de convivência e colaboração. A expectativa é que hajam atividades com foco em empreendedorismo e inovação, tais como palestras, debates, workshops e mesas redondas.

Este é o 5º coworking inaugurado no Brasil. Os outros estão presentes na USP, UNISINOS, METODISTA e UNAMA. A expectativa é que ainda este ano sejam inaugurados novos espaços com o mesmo conceito em diversas universidades do Brasil.

Participe e comente