Insatisfeitas com o rumo de suas vidas profissionais, muitas pessoas largam seus empregos para começar do zero, como é o caso de André Galanti, ele que trabalhou por 13 anos como caminhoneiro deixou a boleia para abrir seu próprio empreendimento.

"Eu trabalhei durante 13 anos como motorista de caminhão, carreta, dos 18 aos 31, viajei por todo o Brasil. Cada viagem que fazia, era em média de 40 a 65 dias fora de casa e chega uma hora que a gente cansa dessa vida", é o que explica Galanti que hoje é empreendedor de design.

Ele conta que após muitas idas e vindas e vários acidentes, um amigo fez um convite para fazer um curso sobre TI, para mudar de profissão. "Eu tinha um amigo que sempre falava que eu precisava mudar. Nessa ocasião, ele comentou de fazer um curso para desenvolvimento de sites e para começarmos juntos um negócio, mas logo ele começou a namorar e engravidou a moça, por conta disso, parou o curso e continuei estudando sozinho", relata.

Para não ficar para trás, André fazia aulas particulares com um amigo de infância que o ajudava a entender melhor as atividades. Ele vendeu seu automóvel para continuar o curso.

"Com o dinheiro do carro, continuei o curso e com esse amigo desenvolvia os sites dentro da aula. Continuamos com esse ritmo durante dois anos, pois tinha muita dificuldade para aprender, já tinha mais de 30, mas depois peguei o jeito e continuei com os projetos sozinho", conta.

André ressalta que começou a trabalhar em casa desenvolvendo site, mas sentiu a necessidade de mudar o local quando viu seu negócio se expandir. "Chegava o momento de fazer reunião com os clientes e era difícil para conversar no quarto. Visitei um amigo que trabalhava no New Tower e tinha uma sala do lado da dele, tinha mais ou menos uns 45 metros".

A empresa de André foi aberta em 2010 e durante cinco anos, Galanti trabalhou desenvolvendo os projetos somente com um colaborador, mas hoje, a empresa conta com 23 colaboradores.

"Nosso foco na empresa ainda é o desenvolvimento de site, mas expandimos nossas atividades e hoje trabalhamos com vários tipos de trabalho como, criação de marcas, serviço nas redes sociais, tudo que envolve o marketing digital", diz. André ainda acrescenta o que o mais valioso nesse mercado é a informação. As pessoas não compram mais serviços, elas compram soluções. "O mercado se tornou mais exigente, de forma que não vai mais retroceder, as pessoas agora precisam aprender a se superar diariamente".


FOCO. O empreendedor André Galanti explica que mais valioso no mercado de trabalho é a solução

Participe e comente