A culinária inglesa é lembrada pelo o Wellington Beef – ou Bife de Wellington e o roast beef (rosbife). Talvez seja exagero reduzir a histórica culinária do país a duas referências únicas, mas quem viaja para a Inglaterra não tece grandes elogios à sua gastronomia, diferente dos encantamentos com a cultura, monumentos históricos, cerveja, música, arte – e desencanto, claro, com os preços, 'extorsivos', como bem costuma definir os turistas menos abonados (ou não!). Apesar da riqueza de ingredientes à disposição da cozinha, os ingleses sempre trataram bem riquezas como o peixe.

Carnes, peixes, batatas, ovos e farinha são os ingredientes básicos da cozinha inglesa, renovada nos últimos anos por chefs como Marco Pierre White, Gordon Ramsay, Jamie Oliver, Nigella Lawson, Heston Blumenthal, que espetacularizam a culinária em livros e programas de televisão. A esse grupo é importante acrescentar Brett Graham's, australiano que acrescentou sabores interessantes à culinária até então rica em ingredientes, mas desleixada no aproveitamento de peixes, como no fish and chips, trivial prato inglês de peixe empanado frito (por imersão) acompanhado de uma volumosa porção de batatas – fritas, claro!

Assim o como o Bife de Wellington, o roast beef, conhecido aqui como rosbife (há quem imagina tratar-se se arroz com bife), merece tratamento especial por integrar o cardápio festivo dos ingleses. Não é exagero afirmar que o roast beef (carne assada) equivale ao frango assado, inescapável na mesa do brasileiro aos domingos, assim como a maionese e a macarronada. Os australianos também apreciam a receita, com variações em todo o mundo. Há muitas formas de consumir a iguaria. No Brasil, o rosbife é ingrediente original do Bauru, depois substituído por presunto.

Curiosidade

O bauru é uma invenção do bauruense Casemiro Pinto Neto, o Bauru, que criou a receita numa noite de 1936, quando era estudante de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo. Na verdade, pediu para o chapeiro do Bar Ponto Chic preparar o sanduíche e disse exatamente os ingredientes que queria. A invenção está protegida pela lei municipal 12.648 de 24 de junho de 1998. A lei cita os ingredientes (pão francês, fatias de rosbife, tomate em rodelas, picles de pepino, mussarela, orégano, água e sal) e detalha forma de preparo. Anualmente a cidade realiza a Festa do Sanduíche Bauru. Casimiro Neto morreu em dezembro de 1983, aos 69 anos.

RECEITA
Ingredientes
,1 kg de lagarto
, 50 ml de vinagre branco
, 3 colheres de sopa de orégano
, 3 colheres de sopa de sal
, 1 colher de sopa "rasa" de pimenta do reino
, 5 dentes de alho amassados
, 150 ml de azeite
, 50 ml de molho de soja

Preparo
wMisture todos estes ingredientes. wColoque a carne dentro de um saquinho plástico e despeje o tempero. Retire todo o ar e amarre bem.
Deixe na geladeira por 7 dias (não pode passar disso!) no compartimento mais frio.
wAcomode numa assadeira forrada com papel manteiga e fure o saco plástico para facilitar a saída do vapor.
wAsse a 200 graus, em forno pré-aquecido, por 2 horas. Retire o papel alumínio e deixe dourar por 15 a 20 minutos.
wRetire a carne do líquido (descarte). wEspere esfriar a acondicione num recipiente bem fechado e guarde na geladeira. Consuma após 3 dias.
(Receita: Michele Almeida)

Participe e comente